Como projetar um espaço de trabalho colaborativo

2 de junho de 2017

A era do compartilhamento mudou a concepção de projetos de escritórios. Esse é o mais novo movimento que cresce a cada dia devido ao acesso à internet, principalmente via mobile. As redes sociais, por exemplo, nos trouxeram a possibilidade de trocar conteúdos e conectar as pessoas, hoje podemos compartilhar quase tudo, como produtos, serviços, e espaços.

E para atender essas novas demandas, as empresas precisaram se flexibilizar, e criar layouts adaptados à sua realidade com espaços colaborativos que são divididos por mais de um funcionário.  E com isso, houve uma ruptura e aproximação das hierarquias e funções. As corporações tiveram que criar uma atmosfera criativa, inovadora e estimulante para que pessoas de alta performance permanecessem em seus staffs.

Espaço de trabalho colaborativo

Herman Miller

 

Empresas como o Google, por exemplo, cultiva a criatividade através de uma estratégia que eles chamam de “Tempo Ocioso para Inovação”. Os engenheiros de projetos podem passar 20% do seu tempo (o equivalente a um dia de trabalho por semana), desenvolvendo suas próprias ideias, que, normalmente, requerem a ajuda e colaboração de outros colegas.

É comum nos layouts de hoje mesas operacionais onde todos de várias hierarquias dividem o mesmo espaço. As salas de reunião formais são usadas apenas para receber clientes, ou reuniões estratégicas da empresa. Quando o negócio é referente à representação de produtos, cria-se Show Rooms de demonstração e salas de treinamento. Todas elas estão focadas em gerar valor aos seus clientes cada vez mais.

Espaço de trabalho colaborativo

Herman Miller

Cada vez mais as pessoas valorizam os lugares, os espaços. E assim é comum se identificarem com locais para um bate papo ou café, chamadas de área de descontração com a função de quebrar o gelo tanto junto aos clientes ou somente manter um espaço descolado que revigore as energias do staff.

É importante analisar e entender a dinâmica da empresa para que possa ser traduzida em seus espaços, com eficiência. Somente após essa análise será possível ajudar a melhorar a integração entre as áreas, e maximizar a ocupação e o compartilhamento desses espaços.  A melhoria das gestões, com o enquadramento e adaptação às novas tecnologia, faz com que o espaço estimule a alta performance e a conectividade dos colaboradores.

Uma tendência emergente é a de proporcionar diversos tipos de espaços para que os funcionários possam escolher qual deles mais se atende às suas necessidades. A tecnologia disponível nesses locais determinará como o ambiente será utilizado e a maneira com a qual as pessoas vão interagir nela.

Espaço de trabalho colaborativo

Herman Miller

Não esqueça que a Cultura organizacional da empresa e seu histórico, devem ser o ponto de partida da concepção do projeto. Estamos prontos para desenvolver o seu projeto personalizado, converse conosco e saiba mais!

Você também pode gostar:

 

Siga a gente também no Facebook, no LinkedIn e no Instagram!

Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

instagram logo
@milideiaspormetroquadrado
logo instagram